A 15 de Dezembro de 1831, reunia-se em sessão ordinária o Conselho do Governo da Província de São Paulo , sob a Presidência do Brigadeiro Raphael Tobias de Aguiar e demais membros, quando foi apresentado um documento cuja origem era da capital federal da época, Rio de Janeiro, que autorizava o seu Governo a criar um Corpo de Guardas Municipais voluntários, a pé e a cavalo, bem como propor os vencimentos. O Brigadeiro propôs então a criação de uma companhia de infantaria com um efetivo de 100 praças e oficiais e uma Seção de cavalaria com 30 soldados, esta, comandada por um tenente.
Somente em 1º de Março de 1832 o Conselho reuniu-se novamente e o Brigadeiro executou a incumbência que lhe fora confiada. A organização da Seção de Cavalaria ficou concluída apenas no dia 05 de Julho de 1832, restando apenas seu comandante. Por fim, foi escolhido para esta missão o Capitão do extinto Corpo de Voluntários de Milícia a cavalo, Pedro Alves de Siqueira, pelas boas referências que o Brigadeiro teve a seu respeito.
Desta forma, estava criado o núcleos de infantaria e cavalaria que deu origem a atual Polícia Militar. A Seção de cavalaria é o embrião do atual Regimento de Cavalaria "9 de Julho". A Missão seria a Guarda da Lei e a Manutenção da Ordem . O primeiro quartel foi instalado numa das dependências do Convento do Carmo, situado a rua do mesmo nome, onde ficavam alojados os integrantes da Infantaria e cavalaria. Hoje, apenas a igreja do Convento ainda existe e está localizado na atual Praça da Sé.
No dia 14 de Novembro de 1891 foi criada uma Companhia de Cavalaria, que ficaria agregada a qualquer dos corpos militares, sempre que o governo entender conveniente. Foi por um tempo anexada ao 5º Corpo Militar de Polícia com um efetivo de 155 homens, sendo 1 capitão, 1 Tenente, 2 alferes, 1 veterinário e 2 clarins entre eles.
O CORPO DE CAVALARIA
A Lei Nº 97-B, de 21 de Setembro de 1892, fixou o efetivo da Força Pública para o ano de 1893, que seria composta de 5 Batalhões de Infantaria e de 1 Corpo de Cavalaria .
REGIMENTO DE CAVALARIA
A Lei Nº 478, datada de 24 de Dezembro de 1896 fixava o efetivo da Corporação, para o ano seguinte, e teria um Regimento de Cavalaria, dividido em 4 Esquadrões, com 350 homens. Seu comandante seria um Tenente Coronel, não teria a figura do atual Sub Comandante e sim de um Major Fiscal.
1892 - CORPO DE CAVALARIA
No dia 11 de Outubro de 1892, o efetivo da extinta Companhia de Cavalaria, agora denominado Corpo de Cavalaria, é deslocado para o novo quartel, denominado "Quartel da Luz", onde encontra-se até os dias de hoje.
Esta data é a data que se comemora o aniversário do Regimento de Cavalaria, cujo primeiro comandante foi Tenente Coronel Inácio Batista Cardoso, Oficial do Exército, avô do futuro Presidente, Fernando Henrique Cardoso.











 


 
     



Home | Policiamento | Destacamentos | Licitações | Equoterapia | Cursos
Eventos | Localização | Contato






Regimento de Cavalaria 9 de Julho